quinta-feira, 17 de agosto de 2017

CUFA Araguari irá Produzir o Encontro de Coroas de Congado de Araguari, Uberlândia e Catalão


O congado é um folguedo folclórico de formação afro brasileira, em que se destacam as tradições históricas usos e costumes de Angola, Moçambique e do Congo, com influências ibéricas. Segundo Câmara Cascudo no Dicionário do Folclore Brasileiro, a dança lembra a coroação do Rei de Congo e da Rainha Ginga, de Angola, com a presença da corte e de seus vassalos. É um ato que reúne  elementos temáticos africanos e ibéricos, cuja difusão vem do século XVII. Considerado patrimônio imaterial de Minas Gerais está presente em todos os rincões do Estado. Em Araguari, seu início remonta aos anos iniciais do século passado portanto existe a mais de 100 anos expressando a fé e a religiosidade dos povos de influência africana. 
Foi apresentado ano passado para o edital do Fundo Estadual de Cultura, em nome da Associação de Congados da cidade, o Projeto Encontro de Coroas de Congado de Araguari, Uberlândia e Catalão e o mesmo foi, após readequado, aprovado sob com o protocolo 474/01/2016 e irá acontecer de 24 a 27 de agosto, nas dependências da Associação dos Ferroviários de Araguari - AFA, com realização da Associação Promocional de Congados Moçambiques e Catupés, produção da CUFA e apoio da FAEC, TV Integração e Secretaria Estadual de Cultura, através do fomento do Fundo Estadual de Cultura - FEC.
"Aqui na região do Triângulo Mineiro e Sudoeste Goiano, temos as três maiores festas acontecendo todas num mesmo dia, nas cidades mineiras de Araguari e Uberlândia e na Cidade Goiana de Catalão, o que impossibilita que os ternos que compõe essas irmandades se encontrem, por estarem festejando simultaneamente. Assim a idéia de realizar o encontro, surgiu exatamente para possibilitar com que as pessoas que compõe os ternos de congados dessas irmandades pudessem se encontrar, interagir, conversar e buscar juntos novas alternativas de melhoria do que já fazem a séculos, considerando peculiaridades locais, confrontar realidades, trocar idéias e buscar o crescimento em rede. Irmanarrrr, essa era a idéia" diz Zulu, Coordenador Geral da CUFA e elaborador do projeto.
O encontro consta de levantamento do mastro na quinta feira, além da coroação dos festeiros e várias ações voltadas para a participação sadia da juventude, como a roda de conversa: "Juventude no Congado - Respeito á Ancestralidade com Visão de Futuro", onde serão abordados vários temas sobre a participação dos jovens no congado, com participação especial do Terno Nossa Senhora da Guia, que é composto apenas por mulheres, com uma fala específica sobre o recorte de gênero.
Na quinta feira, primeiro dia do evento, o show de animação do evento fica por conta da banda Nigth Samba, que promete levar para o palco músicas consagradas do samba. No sábado haverá duas palestras para capacitação de interessados em: "Gestão de Entidades" e "História do Congado", ambas com emissão de certificado de participação, caso seja solicitado. Após as palestras haverá show com Marcelo Taynara, Sapo Bugre e os Kabbar e a noite finaliza com um flash back com ritmos dos anos 80 e 90. No domingo a programação se inicia por volta das nove da manhã e segue até após o almoço. Estão confirmados seis ternos de congados de Araguari, dois de Catalão/GO e outros dois da cidade de Uberlândia. O almoço gratuito será restrito aos soldados dos ternos participantes, além de regado a muito samba com o grupo "Roda de Amigos", além do DJ Hugo MTX. Para quem não faz farte de algum terno e que quiser a comodidade de almoçar no local do evento,  serão servidas refeições no valor de R$10,00 além de poderem contar um bar suporte, montado para apoio.

Marcelo Taynara



O cantor, compositor, arranjador e instrumentista, Marcelo Taynara, nasceu em Conceição das Alagoas, Minas Gerais. Autodidata, iniciou-se na música aos dez anos de idade, tocando bateria e cantando em bandas de bailes, viajando por grande parte do Brasil e da América Latina. Suas composições trazem os elementos de sua descendência negra e indígena, a influência do clube da esquina, do Congado e as diversas tendências da música contemporânea. Suas raízes são representadas também em imitações, com efeitos vocais de pássaros, cachoeiras bichos silvestres e outros sons da natureza e de percussão, o que se tornou uma marca peculiar do artista. Suas musicas são simples, ternas e cuidadosamente elaboradas, ressaltando a pureza das intenções e a urgência de se adotar o sentimento como bússola da vida. Mudou-se para Uberaba no ano de 1989 e após vários trabalhos em bares e estúdios, Taynara lançou seu primeiro CD: “A COR DE MINAS”  (Agosto de2000). Em Belo Horizonte, apresentou-se no programa Arrumação, de Saulo Laranjeira exibido na TV. Alterosa, SBT. Em São Paulo, apresentou-se no programa Flasch, de Amauri Junior, na TV Bandeirantes. Depois de excursões com o show: A Cor de Minas, Marcelo Taynara  participou de vários laboratórios de percussão e em 2001 lançou seu segundo CD: “SETE COLINAS”, em parceria com o violonista Sérgio Ramos.  Taynara  transferiu--se para Belo Horizonte, onde residiu por cinco anos e dividiu palcos com vários artistas mineiros, destacando-se na abertura da Eco Latina 2001, ao lado de Dércio Marques, Daniela Lasalvia e Kátya Teixeira, no palco do Minas Centro. Participou de vários festivais pelo Brasil. Dentre eles, o da Conexão Telemig Celular de Música ao lado do Duo Mel. Atuou como ator e cantor na peça Natividade da Trupe Fábrica dos Sonhos, na Praça do Papa (BH). Ainda em Belo Horizonte(2005), Taynara lançou o seu terceiro CD: "PILÃO MARCADO", gravado  em estúdio, onde contou com as participações especiais de Saulo Laranjeira, Paulinho Pedra Azul, EmilioVicttor, Dercio Marques, Denílson Mabuzzy, Léo Diniz e o guitarrista de jazz  norte americano:  Ralph Pritikin Warren. Marcelo Taynara voltou para Uberaba  onde em 2008 gravou o seu quarto CD  sob o título: "PILÃO MARCADO AO VIVO", gravado no Teatro Sesiminas e só publicado em 2010. Atuou no filme: Entidades(2009), do diretor Fábio Ramalho.  Taynara fez um personagem chamado: Sertão. Foi argumentista do documentário: Os Tambores De Treze De Maio, de Tobias Ferraz.  Algumas de suas músicas fizeram parte da trilha sonora do premiado documentário: Vila Dos Operários, de Michelle Parron e Marília Cândido.  Em 18 de novembro de 2011, Marcelo Taynara  gravou seu primeiro DVD: “CANTOS E CONGOS”(lançado em 2012),  ao vivo no Teatro Da Assembléia Legislativa de Minas Gerais , em Belo Horizonte. Atualmente( 2014),  Taynara está lançando seu quinto CD: ”PRETINHA”(gravado em 2013) e seu segundo DVD: “PILÃO MARCADO”(gravado em 2008 e publicado em outubro de 2013) .



Segue abaixo a programação completa do evento, para quem quiser conferir.



segunda-feira, 7 de agosto de 2017

CUFA Promove Ação no CEU das Artes, em parceria com Fundação Cultural e Prefeitura de Catalão/GO

Equipe do evento "CEU em Ação"
Aconteceu no ultimo domingo(06/08), no CEU das Artes da cidade de Catalão/GO, um evento intitulado "CEU em Ação", a iniciativa e a realização foi da Prefeitura Municipal de Catalão, através da Fundação Cultural Maria das Dores Campos e a promoção ficou por conta da CUFA Araguari. O evento começou as 10:00 horas, com várias atividades paralelas, como: futsal na quadra, oficina de pipas em uma das salas da praça, manobras de skate na pista, xadrez em outra sala, parquinho liberado para as crianças e apresentações artísticas no hall de entrada.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Grupos de Capoeira de Araguari, Comemoram o Dia da Capoeira


No dia três de agosto é comemorado o dia de uma das maiores expressões culturais afro-brasileiras: a capoeira. Em 2008, a manifestação foi reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro, sendo registrada como Bem Cultural de Natureza Imaterial. A data foi instituída primeiramente em São Paulo através da Lei nº 4.649 de 07 de agosto de 1985  de autoria do deputado Tonico Ramos. A sua promulgação se deu em decorrência de provocação do então Presidente da Associação Brasileira de Capoeira, Mestre Paulo Gomes, que além de Bacharel em História, entre outras articulações político sociais  era suplente de deputado estadual e assessor especial do também falecido Governador Mário Covas, o que facilitou a tramitação e votação no plenário da assembléia legislativa paulista e posteriormente sua promulgação pelo então governador. Foi conhecido como o "Mestre da Unificação Nacional" por viajar o país todo em busca da melhoria e unificação do método de ensino da capoeira.
Esteve em Araguari várias vezes, pela amizade pessoal e por ser padrinho de formatura de capoeira de Mestre Zulu, atual coordenador geral da CUFA, na cidade. "Foi um grande mestre, moldado na capoeira mais tradicional, lutou em ringues buscando mostrar a eficácia da capoeira luta. Grande homem, ilustre amigo e um mestre fenomenal no trato com a capoeira, exemplo a ser seguido. Infelizmente foi assassinado em 1998, dentro da sua própria academia por um policial. Deixou grandes saudades" diz mestre Zulu.

Capoeiristas de Araguari reunidos, buscando alinhar ações

Após uma reunião com todos os capoeiristas e responsáveis por aulas de capoeira na cidade, ficou decidido o alinhamento de uma agenda comum de ações em prol da capoeira na cidade e uma das ações foi exatamente a roda conjunta pelas comemorações do Dia da Capoeira. O evento acontecerá nesta próxima quinta feira, alusivo ao dia e consta de uma roda que será realizada a partir das 18:00h, em frente o Mercado Municipal, aberta a todos que quiserem comungar com as comemorações relativas ao dia. Já confirmaram a participação os Grupos: Capoeira Brasil, Afrikpoeira, Novo Estilo, Gingado Capoeira, Cazuá Capoeira, Semente da Africa, Etuhole Capoeira e Nova Era, além de capoeiristas de outras cidades como a vizinha Uberlândia. A promoção é da CUFA Araguari, através de sua Coordenação de Capoeira que solicitou na Câmara Municipal e o pedido foi acatado, instituição da Comenda Mestre Moreno que será conferida como reconhecimento a capoeiristas que prestaram ou prestam um bom trabalho em prol da difusão da nobre arte no ambito do município. A mesma será assinada em conjunto, pela Câmara Municipal, CUFA, COMPIR e FAEC.
"Queremos mostrar para a sociedade que estamos unidos na confraternização, num mesmo propósito de ideais, convergindo para a melhoria do ensino e da prática da capoeira na cidade", finalizou Mestre Benguela.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

MV Bill e Celso Athayde deixam a CUFA Fundadores da CUFA, Celso Athayde e MV Bill, deixam ONG após 20 anos

Celso e Bill


Fundadores da Central Única das Favelas, Celso Athayde e MV Bill, deixam a direção da CUFA no próximo dia 25, depois de 20 anos à frente da organização. A entidade passa a ser administrada pela rapper Nega Gizza, a produtora de eventos Elaine Caccavo, o diretor de TI Wellington Galdino e o administrador financeiro Altair Martins, que já atuam na ONG há anos. A troca será formalizada em um café da manhã entre amigos e colaboradores no viaduto de Madureira, a partir das 10h.
Ao longo das duas últimas décadas, Celso e Bill contribuíram para que a CUFA ganhasse o mundo e atuasse, hoje, em 412 cidades, 27 estados brasileiros e em 17 países, com inúmeros prêmios internacionais de reconhecimento pela importância dos trabalhos da entidade, como Prêmio Darcy Ribeiro, Unesco, Rey da Espanha e ONU. Entre os principais feitos estão o Hutúz Rap Festival, Taça das Favelas, Liga Internacional de Basquete de Rua (LIIBRA), Rock in Rio Social e a Semana Global da CUFA em Nova York. Agora, a dupla pretende se dedicar a projetos pessoais. Athayde embarca no mundo empresarial como presidente da Favela Holding, um grupo com 21 empresas especializadas em negócios nas favelas, enquanto Bill passa a doar-se exclusivamente à carreira artística e nega que irá concorrer a uma vaga para o senado, apesar das pesquisas apontarem que teria mais de um milhão de votos.
“Nunca fiz parte da CUFA juridicamente, nunca assinei documentos ou tive função oficial. Mas isso não diminuiu a minha responsabilidade com o nosso coletivo nacional. A CUFA é a minha vida, a minha fé, a minha convicção. Na CUFA conheci o significado do amor ao próximo e de humildade. A CUFA é a maior escola do mundo. Dia 25 eu vou me despedir do cotidiano da CUFA, mas não das suas iniciativas. Deixo para os novos diretores as decisões e passo a ser um soldado voluntário, um guerreiro pronto para todos os chamados. O Hip Hop é o maior movimento político do mundo, e por isso eu já faço política todos os dias. Quanto a convites para a política, sim, sempre existiram. Mas ainda não me seduziram. As favelas precisam de referência na política urgentemente, mas existem pessoas melhores que eu para esta missão“, afirma MV Bill
Celso Athayde também fala sobre a sua saída. "Minha missão agora é outra. É distribuir oportunidades de negócios e consolidar a revolução social por vias econômicas. Através da Favela Holding vamos trabalhar com as mesmas pessoas e nos mesmos lugares, continuando a mostrar que as favelas têm gente potente, não apenas carente. Não estou deixando a CUFA, apenas passando o bastão para novos atores. Um dos meus objetivos a frente da FHolding é ajudar a CUFA financeiramente e potencializar a mão de obra das pessoas das favela. Nossa holding será uma das mantenedoras da CUFA. Além disso, vou continuar com minha relação de apoio às ações da CUFA, sempre pensando em formas alternativas para interagir com as favelas e seus moradores. É como um pai que fica feliz em ver que o filho cresceu e agora consegue caminhar com as próprias pernas. Mas estarei sempre por perto”, completa.
Nega Gizza Nova Gestora da CUFA 
Com a saída de Athayde e Bill, a direção será formada por Nega Gizza, Elaine Caccavo e Altair Martins, assumindo, respectivamente, as funções de presidente, diretora administrativa e diretor financeiro, além de Galdino, morador da favela de Acari que acaba de retornar de Portugal e assume o centro de tecnologia da instituição. “É mais um desafio! São 20 anos de caminhada dentro da CUFA ao lado de Celso, Bill e tantos outros que aqui passaram. Aprendemos muito e nosso time está preparado para assumir. Somos uma família de muitas lutas e estaremos juntos para mais essa etapa”, afirma Gizza.